Hipersalivação – O que é e como tratar

Você pode conhecer como sialorreia ou hipersalivação!

A sialorreia é o nome clínico dado à hipersalivação (excesso de saliva). É um sintoma muito comum em doenças neurológicas, como acidente vascular cerebral, paralisia cerebral, Parkinson, entre outras. Aqui vamos explicar o que é, e como pode tratar.
Trata-se da produção de saliva em excesso, sendo muito comum em crianças com problemas neurológicos e em adultos com danos provocados por AVC ou Parkinson.
Todos os dias, em média, as glândulas salivares major e minor secretam 1,5L de saliva. A saliva tem como principais funções a regulação do pH oral, higienizar a boca e manter a homeostase oral.
A saliva tem propriedades bacteriostáticas e bactericidas que ajudam a manter a saúde dos dentes, além de ajudar na mastigação e deglutição dos alimentos.


O que é?

Quando a saliva é produzida de forma a ficar além da margem inferior do lábio, se considera sialorreira, ou hipersalivação. É muito comum em bebés até aos 15/18 meses. No entanto, pode ser considerada patológica quando o quadro se prolonga além dos 4 anos de idade.

sialorreia hipersalivacao
Em bebês é comum e não é doença.

Ela é causada, comumente, por um controle muscular facial e oral fraco. Desta forma, alguns fatores podem contribuir para o aparecimento do sintoma, como problemas posturais, má oclusão dentária, incapacidade de reconhecer derrame salivar e hipersecreção de saliva.
É importante tratar a hipersalivação, pois ela leva a fissuras na pele e labiais, infecção na boca e mau odor. Pode também reduzir a qualidade de vida, assim como podem surgir várias perturbações no sono. Pode também, em casos mais graves, levar a convulsões e desidratação, podendo ser fatal.
Além disso, a sialorreia provoca várias complicações físicas e psicossociais, como estigmação social, maceração com infecção secundária e calção perioral.


Como Tratar

O tratamento para a sialorreia, ou hipersalivação, inclui medicamentos prescritos pelo médico e terapia da fala e ocupacional para melhorar a mecânica de deglutição e a postura. É também benéfica a consulta com um médico dentista para avaliar e tratar doenças bucais, de má oclusão, e dentárias.
Em alguns casos se recomenda a visita a um otorrinolaringologista para identificar as causas de obstrução aerodigestiva, a qual pode levar à salivação em excesso.
Os aparelhos ortodônticos são um opção viável para o tratamento da condição pois melhoram o fechamento dos lábios e estimulam o movimento da língua.

sialorreia hipersalivacao
Dentista pode auxiliar

Também podem ser usadas as técnicas de bio-feesback automático para problemas leves a moderados.
Quanto aos medicamentos prescritos, existem três muito comuns: Glycopyrrolate, Toxina botulínica A e Adesivos Scopoderm (Escopolamina Transdérmica) .

  • O Glycopyrrolate são comprimidos de 1 ou 2 mg. Alguns pacientes apresentam como efeitos colaterias secura oral, constipação, retenção urinária, hiperatividade, irritabilidade e visão turva.
  • A Toxina botulínica A são injeções aplicadas em cada glândula submandibular e parótida sob orientação por ultra-som. Pacientes podem apresentar dor no local da injeção e secura oral.
  • Os Adesivos Scopoderm, também conhecido como Escopolamina Transdérmica ou Transcop, é o método não invasivo para o tratamento da sialorreia. O adesivo deve ser aplicado a cada 72 horas, ou quando o paciente achar necessário.
Hipersalivação - O que é e como tratar
Foto por Kat Jayne

Deve ter em conta que só o médico poderá prescrever o melhor tratamento para o seu caso, até porque a hipersalivação só possui tratamentos não rotulados.
Se você, ou seu filho, apresentar os sintomas de sialorreia, ou hipersalivação, se consulte com o seu médico, o qual fará um diagnóstico preciso, e encaminhará o caso para os profissionais competentes e indicará o melhor tratamento a seguir.


Fontes das Imagens:
Smile 
Bebê sorrindo
Dentista 

Fontes:

  • Treating sialorrhea with transdermal scopolamine. Exploiting a side effect to treat an uncommon symptom in cancer patients (2005) – URL: ncbi.nlm.nih.gov
  • How to Treat Sialorrhea in Parkinson’s Disease Patients – URL:
    practicalneurology.com
  • Manejo da sialorreia em pacientes neurológicos – URL: pebmed.com.br
  • Adesivos Scopoderm para Sialorreia – URL: euroClinix.net/br


Esse artigo foi escrito pela Luana Biral, parceira e amiga do Lar Natural.

Este post foi publicado em por