O que plantar na horta orgânica em agosto?

Jardinagem Natural no Meu Lar ->
Quero Natureza

O Engenheiro Agrônomo Ferreira nos traz as orientações para cultivo orgânico de tomate cereja! O tomate possui alto valor nutricional, sendo boa fonte de vitaminas e rico em sais minerais (cálcio e fósforo), essenciais para a formação dos ossos e dentes. É uma boa fonte dos antioxidantes, vitaminas C e E, flavonóides e também de potássio, que regula a pressão sanguínea. Pesquisas ligam o consumo de tomate com a redução do risco de doenças do coração e câncer de próstata, pulmão e estômago. Veja como plantar!

Recomendações para o cultivo

Escolha correta da área e análise do solo:

  • Recomenda-se evitar áreas úmidas de baixada ou muito declivosas, com solos argilosos e compactados e, já cultivados com espécies da mesma família botânica (batatinha, pimentão, berinjela e fumo), nos anos anteriores.

Preparo do solo:

  • Sempre que possível, deve-se adotar o plantio direto ou o cultivo mínimo do tomateiro. Para o cultivo de tomate no mês de agosto e setembro, no Litoral, o mais indicado é a semeadura no outono de adubos verdes (ex.: aveia) e a abertura de covas ou sulcos para o plantio das mudas de tomate;
  • Recomenda-se, também, realizar o plantio direto das mudas sobre palhadas de vegetação ou de adubos verdes previamente roçados e mantidos como cobertura morta do terreno ou ainda sobre as plantas espôntaneas (“mato”). As plantas de cobertura entre as linhas de tomate protegem o solo das chuvas torrenciais, da compactação e da erosão e mantêm o solo mais úmido e com temperatura mais estável, além de aumentar o teor de matéria orgânica e reciclar nutrientes devido ao sistema radicular mais profundo das plantas de cobertura.

Adubação de plantio:

  • O tomateiro responde bem à adubação orgânica. Para solos de média fertilidade, recomenda-se, em geral, 2 a 3 kg de composto orgânico ou esterco de animais, bem curtido, por metro de sulco.

Plantio e espaçamento:

  • O plantio das mudas é feito quando elas atingem 10 a 12 cm de altura e com 4 a 5 folhas, normalmente 25 a 30 dias após a semeadura.
  • O espaçamento recomendado é de 1,2 a 1,5m entre fileiras por 0,5m entre plantas. Recomenda-se o plantio das fileiras no sentido norte-sul para permitir maior insolação em toda a planta.
  • Para quem mora em apartamento, desde que tenha sol (5 horas, no mínimo), é possível cultivá-lo em vasos grandes, contendo bons substratos e adubados periodicamente com composto orgânico.

Irrigação:

  • A irrigação, quando necessária, sempre deve ser feita pela manhã para evitar que as plantas fiquem molhadas no período da noite, desfavorecendo as doenças foliares.

Colheita:

  • O tomate é um fruto climatérico, ou seja, logo após o início da maturação, apresenta rápido aumento na intensidade respiratória e, por isso, possui a capacidade de amadurecer depois da colheita;
  • Em função disso, a colheita inicia quando atinge a maturidade fisiológica, ou seja, quando estão amarelados ou rosados. Para mercados mais próximos, os frutos podem ser colhidos num estádio de maturação mais adiantado, mas ainda bem firmes.

 

O tomate cereja (perinha) possui ciclo de colheita entre 80 e 90 dias após a semeadura. A planta é vigorosa e os frutos tem polpa bem firme e se desenvolvem em cacho. O diâmetro dos frutos fica entre 2 e 3 cm, e o comprimento entre 3 e 4 cm, com coloração vermelho-intensa.

 

Confira as orientações mais detalhadas sobre as sementes, mudas e manejo de doenças e pragas!

 

Sobre o autor

Augusto Castro é massoterapeuta, reikiano, aprendiz em bio construção, músico percussionista, cursa faculdade de filosofia, autodidata das terapias alternativas e mecânica quântica. Praticante de meditação, buscador dos princípios essenciais que regem o funcionamento do universo, explorador de novos jeitos de caminhar.

 

Este post foi publicado em por