O método Marie Kondo: o guia de organização que faz bem pra alma e para o corpo

Minha Casa Sempre Ecológica ->
Comprar Sustentável

Uma casa bem organizada ajuda no nosso bem estar, como já falamos aqui.
Conheça o guia de organização criado pela consultora japonesa.

“Ao organizar seus pertences, a pessoa reencontra seu foco e faz as pazes com ela mesma”

A célebre consultora de arrumação Marie Kondo criou um sistema minimalista de organização que o lema principal é: “a não ser que você realmente ame o objeto, ele não deverá ficar na sua casa”. Leia algumas dicas extraídas de dois livros de Marie Kondo e seu guia de organização que faz bem pra alma e para o corpo.

1- Organize por categorias, não por cômodos

Por onde começar? Segundo o método Kondo, o ideal é seguir uma ordem de categorias, que estão espalhadas pela casa e não em um quarto específico.
Inicie por alguma ordem: roupas, livros, papeis, cosméticos e acessórios e, por fim, itens e objetos de valor sentimental. Estes devem ficar por último pois o cálculo do que vai ser guardado ou descartado é mais complexo e se iniciarmos por eles, podemos desanimar logo no início.

Ilustração 1: Ordem de arrumação por categorias.
(Infelizmente não encontramos traduzidas para português)

2- Remova os itens que não te dão “alegria”. Isto é, desnecessários

Segure cada objeto em sua mão e pense no significado dele para você. De acordo com Marie, “só guarde aquilo que te traz alegria”. Esse é ponto principal do método Kondo.
Se sua relação com um objeto ou peça não te traz nenhum conforto ou prazer, não se iluda. Apenas descarte, doe e/ou venda. 
E não vale enviar para casa dos pais ou em uma caixa no quartinho dos fundos. Desapegue e passe adiante!

3- Não use caixas ou algo empilhável

O uso de caixas para guardar itens após a organização pode ajudar na volta do acúmulo. Deixe tudo visível que sejam facilmente acessáveis.

4- Método Marie Kondo de dobrar roupas

Dobrar as roupas e todos os itens do seu guarda-roupa com suas mãos é uma forma de comunicar com as peças, entender sua afeição e gratidão por elas e então julgar a necessidade de mantê-las ou não na sua vida.
O método é dobrar todas as peças e deixá-las em formato de retângulos e, em seguida, serem dobradas mais duas vezes. Se bem dobradas, elas sempre ficam “em pé”. Confira nas imagens abaixo:

automassagem-caseira-anticelulite-2

Ilustração 2: Método básico de dobrar roupas

automassagem-caseira-anticelulite-2

Ilustração 3: Método de dobrar calças

O ideal é que todas as peças fiquem na posição vertical e visíveis para facilitar na hora de escolher a roupa e para que não esqueçamos delas.
Apesar da economia de espaço não ser muito grande com essa técnica de colocar as roupas na vertical, o objetivo é dar o respeito que as roupas merecem, apreciando e armazenando cada item adequadamente.
Veja alguns vídeos de como dobrar corretamente, de acordo com Marie Kondo.

5- Mesmo na correria, desenvolva o hábito da arrumação em silêncio

O hábito de arrumar pode ser um momento de concentração e conexão consigo mesma, com seu espaço, seu lugar.
Se preferir organizar ao som de uma música, escolha músicas instrumentais e que te acalmam.

Quem é Marie Kondo? É uma jovem consultora de arrumação e autora de quatro livros sobre organização que venderam milhares de cópias e foram traduzidos do japonês para diversas línguas. Ela foi eleita pela revista Time uma das 100 pessoas mais influentes no mundo em 2015.

Sobre a autora
Camila Bourgard é jornalista e possui mestrado em Comunicação.
Foto: Pixastic
Ilustrações: *Todas retiradas do livro Spark Joy, Marie Kondo.


Este post foi publicado em por