Melhores alimentos para gatos

Tudo Natural para Meu Pet ->
Ele Merece

Quem ama gatos sabe que eles podem ser muito exigentes na hora de comer! Daí, desesperadas sem saber mais como fazer o gato se alimentar, muitas pessoas apelam para vários tipos de alimentos! O problema é que nem todos fazem bem aos gatos! Veja aqui os melhores alimentos para gatos, além de dicas para alimentar o seu animal de estimação.

Alimentos para gatos: menu caseiro

Mesmo os veterinários que defendem a alimentação natural concordam que é muito difícil atender às necessidades nutricionais dos gatos, até porque esses bichinhos têm um paladar exigente e seletivo, então quando não gostam de algo não comem de forma alguma, mesmo estando com fome.

Além disso, o gato é um animal carnívoro que mantém forte o seu instinto de caçador e tende a selecionar no alimento que recebe apenas as proteínas animais. Isto pode gerar uma alimentação desbalanceada, já que o gato tem necessidade de ingerir, pelo menos, 40 nutrientes diferentes classificados em proteína, ácidos graxos, fibras, vitaminas e minerais.

Nada de sobras de comida

Assim as chances de insucesso ao tentar alimentar um gato com um menu caseiro, balanceado e que agrade ao paladar dele são enormes!

Mas, caso opte por alimentar o seu gato com comida caseira, leve em consideração que, antes de qualquer tentativa, é preciso consultar um veterinário que indique quais os alimentos você deve oferecer, como devem ser preparados e servidos ao longo do dia.

Ou seja, comida caseira para gatos (ou mesmo cachorros) não tem nada a ver com sobras de alimentos! Até porque temperos simples como cebola e alho podem fazer um mal tremendo tanto aos cães como aos gatos.

Dieta seca ou úmida

Em termos de praticidade a ração seca é a melhor opção, principalmente, considerando que o ideal é deixar a comida à disposição do gato ao longo do dia e da noite, mas cuidado: isto não significa colocar mais e mais ração e empanturrar o seu gatinho de comida, coloque apenas a porção que ele deve ingerir ao dia.

A grande vantagem dos alimentos úmidos, geralmente comercializados em latinhas, é que aumenta a ingestão hídrica diária. Isto é muito importante porque o gato, dentre as espécies domésticas, é o que mais concentra a urina, o que o deixa mais predisposto a desenvolver cálculos, por exemplo.

Antes de escolher entre a dieta seca ou úmida, converse com o veterinário e veja qual é a mais adequada ao seu gatinho.

Água sempre

É muito importante garantir que o seu gato tenha uma ingestão hídrica adequada. Os que se alimentam de dieta úmida precisarão tomar um pouco menos de água do que os que comem ração seca. O ideal é deixar sempre água fresca e úmida à disposição dos gatinhos.

Que petiscos oferecer

Há vários industrializados, no entanto se você preferir dar algo caseiro, considere que:

  • Os petiscos não devem ser oferecidos em grandes quantidades
  • Não devem substituir a comida
  • Não devem ultrapassar 10% da necessidade calórica diária do gato
  • Pode ser peito de frango ou carne bovina cozidos, mas sem nenhum tipo de condimento e sem ossos. Também pode ser um peixinho, cozido sem condimento e sem espinhas. Os veterinários não indicam leite para gatos adultos, entre outras coisas porque pode provocar flatulência e diarreia (fonte: Prof. Márcio Antonio Brunetto, especialista em nutrição animal, em entrevista à Veja). 

 

Leve o seu gatinho com frequência ao veterinário, prevenir é sempre o melhor caminho. Caso ele possua alguma condição especial de saúde, siga sempre as recomendações do veterinário dele quanto à ingestão de comida e água.

Compartilhe este artigo pelo Facebook ou Google +

Assista aos nossos vídeos no Youtube, clique aqui

Este post foi publicado em por