Gordura boa existe sim!

Meus dias mais tranquilos e saudáveis->
Eu quero

Se você acha que gordura é tudo igual, engorda e faz mal, nós vamos te ajudar a entender melhor qual a importância da gordura numa dieta saudável, diferenciar os tipos que existem, bem como desmistificar e tirar o melhor proveito desse incompreendido lipídio. Já era hora de vocês fazerem as pazes!

A importância da gordura no funcionamento do organismo

Para começar, é importante deixar claro que as gorduras diferem entre si, e que as chamadas gorduras boas (sim, elas existem!), são fundamentais para o bom desempenho do nosso organismo.

Você sabia que, se uma mulher retirar totalmente a gordura saudável da sua alimentação, ela pode parar de menstruar, ter hipovitaminose por falta de absorção das vitaminas A, D, E e K, prejudicando o funcionamento da  tireoide, e todas as suas consequências, como queda de cabelo, ressecamento da pele, unhas quebradiças e depressão; prejudica, ainda, sua reserva de energia, desregula sua temperatura corporal e fica faminta mais rápido. Uffa! Cansei… O prejuízo é grande.

Gordura boa ou insaturada

Podemos dividir os tipos de gorduras em: insaturadas (monoinsaturadas e poliinsaturadas), saturadas e gordura trans.

A gordura insaturada é comumente chamada de “gordura boa”, aquela que ajuda a abaixar o colesterol ruim e que é de fundamental importância para o bom funcionamento do organismo.  É encontrada em alimentos como: nozes, castanhas, frutas oleaginosas como o abacate, em peixes como o salmão, atum e sardinha (ricos em ômega 3), e os óleos de origem vegetal como azeite de oliva, canola, linhaça, gergelim, milho e amendoim. Devemos consumir no máximo 44 gramas por dia.

Gordura saturada

É a que eleva o colesterol ruim e que, para muitos, o seu consumo excessivo, está associado às doenças cardíacas (por isso também é chamada de “gordura ruim”). Para alguns especialistas esses conceitos são controversos. Essa gordura é principalmente de origem animal e se encontra nas carnes, leites e seus derivados integrais. Polêmicas à parte, o melhor é consumir no máximo 20 gramas por dia.

Gordura trans

Já a  trans (gordura vegetal hidrogenada) merece ser chamada, sem medo de errar, de “gordura ruim”. Ela está presente em produtos industrializados como biscoitos recheados, margarinas, pipoca de microondas, salgadinhos e sorvetes. Deve ser evitada, pois seu consumo está relacionado a problemas cardiovasculares, diabetes, pressão alta, câncer e outras doenças. Se não for possível evitar, seu consumo deve ser limitado a 2,2 gramas por dia, o que equivale a 2,5 biscoitos recheados.

Gordura como aliada da sua dieta de emagrecimento

Para emagrecer com saúde inclua na sua dieta alimentos ricos em gordura saudável sem exagerar. Esses alimentos dão sensação de saciedade, aliviam o estresse, enganam a vontade de comer doce e beliscar. Fique atenta aos rótulos e ingredientes dos produtos. Assim sua dieta vai ser um sucesso!

Foto: media3.onsugar.com

Tem um ditado que diz que “o que difere remédio de veneno é a quantidade”; no caso da gordura, a qualidade também é fundamental.

O que achou da nossa matéria? Compartilhe com a gente.

Este post foi publicado em por