Entenda o que são alimentos transgênicos

Complementos que me dão Saúde ->
Comprar aqui

Sabe o que são alimentos transgênicos? Muitos respondem esta pergunta sem pestanejar: alimentos geneticamente modificados!

Ok, correto. Mas o que isto significa, que modificações são estas, quais as possíveis consequências do cultivo deste tipo de semente, você come transgênicos? Hum… aí a coisa muda de figura e fica complicado responder com segurança!

Vamos entender um pouco mais o que são alimentos transgênicos e tentar responder a estas questões!

O que são alimentos transgênicos afinal?

São organismos que têm o seu DNA alterado em laboratório com a introdução de material genético de outras espécies. Resumidamente, é possível dizer que os alimentos transgênicos são o resultado de cruzamentos de espécies que não aconteceriam na natureza.

Assim as plantas recebem genes de outras espécies para serem capazes de produzir o seu próprio inseticida, resistir à aplicação de um determinado tipo de pesticida ou carregarem elementos genéticos de outras espécies, como o arroz dourado que tem betacaroteno e teve o seu DNA alterado ao receber genes do milho e também de uma bactéria.

Cultivo de transgênicos

Os defensores da produção de alimentos transgênicos alegam que a transgenia aumenta a produtividade e a qualidade das plantas, inclusive nutricionalmente. Mas não há pesquisas que demonstrem sequer a segurança do cultivo de transgênicos para a preservação da biodiversidade nem mesmo há estudos que comprovem a segurança e os supostos benefícios dos alimentos geneticamente modificados para a saúde!

Ok, mas ainda há a questão do aumento da produtividade, bem como a suposição de que com os transgênicos seria possível diminuir o uso de agrotóxicos, certo? Não! Nem a produtividade tem se mostrado superior nem diminuiu o uso de agrotóxicos; veja que interessante: o Brasil em 2008 se tornou o maior consumidor de agrotóxicos do mundo, mais da metade destinados à soja, a primeira lavoura transgênica a ser inserida no país, coincidência?

Ainda há a questão da contaminação genética: o cruzamento que se dá na natureza de plantas transgênicas com plantas convencionais. Esta contaminação pode trazer, por exemplo, consequências irreversíveis à biodiversidade e colocar em risco a existência de espécies convencionais.

Você come alimentos transgênicos?

Queira ou não, a sua resposta a esta pergunta provavelmente será SIM. Embora haja no Brasil um decreto de rotulagem (4680/2003) que obriga os produtos alimentares com mais de 1% de matéria-prima transgênica a colocarem no rótulo um símbolo (a letra T dentro de um triângulo) identificando a presença de transgênicos, muitos não o fazem, como denunciou o Greenpeace.

Não há pesquisas que indiquem que o consumo de transgênicos seja seguro para a saúde humana, na verdade não são conhecidos os efeitos que estes alimentos poderão ter a médio e longo prazo. Segundo o Gaia possíveis efeitos estariam relacionados ao “aumento de alergias, aumento da resistência a tratamentos com antibióticos e alterações de peso em fígados e rins de cobaias”.

Será que vale a pena consumir algo que não sabemos o que pode provocar no nosso organismo. Será que a nossa saúde não merece mais cuidado? Certamente, sim, então fique de olho nos rótulos, dê preferência aos alimentos cuja procedência você conhece e que são produzidos de forma respeitosa com a saúde e o meio ambiente! Esta não é uma tarefa fácil, mas é necessária.

Clique aqui para assistir aos vídeos do Lar Natural no Youtube!

Compartilhe esta matéria pelo Facebook ou Google +

Este post foi publicado em por