Dengue: como se proteger, repelentes, etc. Saiba tudo!

Minha Casa Sempre Ecológica ->
Comprar Sustentável

Com chuvas e temperaturas entre 25 e 28 graus, abril é um mês muito apreciado pelo Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e também da febre chikungunya! Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2013 e 2014 a dengue registrou recordes nos meses de abril.

Já são mais de 450 mil casos registrados da doença no país, com um aumento de 240% em comparação ao mesmo período do ano passado. No entanto, este número pode ser bem maior já que muitos casos não são sequer registrados. A região sudeste é a mais atingida pelo problema, mas uma pergunta não quer calar: você sabe como se proteger contra dengue? Sabe quais e como usar os repelentes?

Conheça o Aedes aegypti

Preto com riscos brancos no dorso, na cabeça e nas pernas, asas translúcidas, é um mosquito silencioso e com picada indolor; aliás, as picadas ocorrem durante o dia, principalmente, de manhãzinha e ao entardecer. Apenas as fêmeas picam porque precisam do sangue para o amadurecimento dos ovos, os machos se alimentam de vegetais como frutas. O Aedes aegypti voa baixo, cerca de meio metro do solo, assim pés, tornozelos e pernas são os principais alvos.

O seu desenvolvimento engloba 4 fases: ovo, larva, pupa e adulto. A transformação do ovo no mosquito adulto pode levar em média 10 dias, o que varia de acordo com uma série de fatores. Mas atenção: depois de colocado o ovo, mesmo que a água seque e ele fique no ambiente por 1 ano, eclodirá no primeiro contato com a água.

Para que haja a transmissão da doença, o mosquito precisa estar infectado com o vírus da dengue. Esta informação parece óbvia, mas infelizmente nem todo mundo sabe disso.

Como se prevenir da dengue

  • A principal medida é eliminar os criadouros, o que exige a adoção de medidas permanentes! Por isto fique atento e 1 x por semana faça uma verificação na sua casa e remova os eventuais riscos: limpe e mantenha fechado os reservatórios de água, os pratinhos dos vasos de plantas devem ter terra até a borda, mantenha as calhas livres de entupimento, nunca deixe garrafas abertas, nada de lixo a céu aberto, bandejas de ar-condicionado devem estar sempre limpas sem água acumulada, assim como poço de elevador, entre outros.
  • Além disso, uma boa opção é colocar telas nas janelas e portas e instalar mosquiteiros sobre os berços do bebê.  Usar roupas brancas, mais fechadas, meias, evitar perfume, principalmente os florais, não deixar a pele úmida: quando estiver suado, tome um banho e seque bem a pele, porque o mosquito ama umidade! Deixe os ambientes sempre ventilados e frescos, porque o Aedes aegypti gosta de locais quentes.

Repelentes contra dengue

Os repelentes considerados eficazes pelos especialistas são os que contêm algum destes princípios ativos (é preciso ler o rótulo da embalagem):

Icaridina (de 20 a 25%), considerado o mais eficiente, DEET (de 30 a 50%), mais comum e fácil de ser encontrado, e IR 3535 (30%), o único liberado para ser usado em crianças, mas apenas sob orientação médica.

Atenção: bebês com menos de 6 meses não podem usar repelente! Gestantes e lactantes, bem como crianças com menos de 2 anos devem consultar um médico antes de usar.

Como usar o repelente

  • Aplique o protetor solar, espere 30 minutos e só depois passe o repelente, cuidado para não deixar o produto entrar em contato com mucosas e olhos. Depois lave as mãos.
  • Passe apenas nas áreas expostas.
  • Em adultos deve ser reaplicado no máximo 3 x por dia.
  • Não durma de repelente
  • Para crianças, use apenas os repelentes infantis e depois que conversar com o pediatra. 

 

Caso note qualquer alteração como coceira, vermelhidão, dor de cabeça, etc., suspenda o uso e procure um médico.

Mitos e verdades

  • O uso de repelentes à base de citronela ou andiroba para combater o Aedes Aegypti divide opiniões, mas de forma geral é possível dizer que a sua eficiência é muito menor do que a de outros produtos, infelizmente.
  • A vitamina B12 não é considerada eficiente nem confiável para repelir os mosquitos; não tome suplementos sem conhecimento do seu médico pode ser muito perigoso.
  • O uso de inseticidas industrializados pode trazer uma série de riscos já que estes produtos são tóxicos!

 

Você conhece alguém que teve ou está com dengue? Conte pra gente!

Diga o que deseja ver em nossos artigos e vídeos!

Clique aqui para assistir aos vídeos do Lar Natural no Youtube!

Compartilhe esta matéria pelo Facebook ou Google +

Este post foi publicado em por