Citronela: solução ecológica contra mosquitos

Soluções Vindas da Natureza ->
Comprar Natural

A citronela é uma solução ecológica que ameniza o problema dos mosquitos e, o mais importante, sem agredir o meio ambiente e a nossa saúde. Um verdadeiro repelente de insetos naturalVamos ver como usar a citronela com as dicas do Ferreira, e deixar os mosquitos, inclusive o da dengue, o mais longe possível. Gostou? Então vem comigo!

Citronela repelente natural

As folhas fornecem o óleo essencial de citronela utilizado na fabricação de repelentes, aromatizadores de ambientes, detergentes, perfumes, sabonetes, cremes e outros cosméticos. Veja nosso artigo com duas receitas de repelente natural caseiro para corpo e ambiente, aqui!

Entre as alternativas mais ecológicas, eficientes e de baixo custo para combater os mosquitos, está a utilização da citronela, um capim da família Poaceae, de fácil aquisição e cujo cultivo não exige muitos cuidados. No aroma característico da citronela, que lembra o cheiro do eucalipto, está o seu poder repelente, agindo como controlador biológico do Aedes aegypti. Veja ”4 plantas que afastam insetos”.

Como usar a citronela e se livrar dos mosquitos

Há quem pergunte se apenas cultivando a citronela no jardim é possível usufruir o poder repelente da planta. A resposta é sim, mas com uma ressalva: para que o resultado seja positivo, é preciso plantar a citronela no caminho percorrido pelo vento, de forma que leve o aroma até o local de onde desejamos manter os mosquitos afastados.

Para afastar mosquitos em ambientes fechados, colha duas ou três folhas, corte-as em pequenos pedaços com uma tesoura, coloque-as em pires e distribua os recipientes pelos ambientes da casa para espalhar a essência.

Outra forma de aproveitar o poder repelente da planta é fazer um chá com as folhas da planta e usá-lo para limpar o chão, passar em parapeitos de janelas, etc. Manter uma muda em um vaso dentro de casa e, sempre que quiser, cortar um pedaço de uma das folhas para que a essência se espalhe mais, é mais uma forma de repelir os mosquitos em ambientes fechados.

É possível, ainda, fazer uma maceração (picar ou amassar) de 200g de folhas secas e rasuradas em 1 litro de álcool com concentração de 70% durante 10 dias em um frasco tampado e escuro; a cada dois dias, agite a mistura. Após a maceração, passe o líquido por um filtro de papel ou pano limpo e acondicione em um recipiente hermético. O produto, que tem validade de 2 anos, pode ser usado em pulverizadores domésticos, velas aromáticas, tochas para pescaria, difusores, cremes dermatológicos e sachês.

 

Obs.: Não confundir a citronela (Cymbopogon winterianus e Cymbopogon nardus) com o capim-limão (Cymbopogon citratus). Pelo nome científico, verifica-se que ambas as plantas pertencem ao mesmo gênero. Embora a aparência seja realmente muito próxima, dá para diferenciá-las pelo aroma; o capim-limão ou capim-cidreira apresenta um cheiro mais suave, que lembra o limão, enquanto o aroma da citronela é bem intenso, lembrando o eucalipto.

 

No Carrinho Natural você encontra diversos produtos que buscam na natureza os mais valiosos princípios ativos e seguem rigorosos critérios de cuidado e respeito com a natureza e procedência das matérias primas, como os cosméticos naturais que só usam produtos orgânicos e certificados e, também, nossos óleos essenciais. Aproveitem!

Aqui no Lar Natural há várias receitinhas e truques naturais para uma série de questões! Explore a nossa busca na lupinha e descubra muitas receitas e dicas!

Antônio Carlos Ferreira da Silva é engenheiro agrônomo com mais de 32 anos de vida profissional na área de pesquisa em hortaliças e dedica-se há mais de 15 no desenvolvimento das técnicas do cultivo orgânico.

A gente quer conhecer você de pertinho para conseguir fazer matérias na medida dos seus desejos e necessidades, então conte pra gente quais são as suas dúvidas de alimentação. O que você quer ver nos nossos artigos e vídeos? Conte pra gente!

Clique aqui para assistir aos vídeos do Lar Natural no Youtube!

Compartilhe esta matéria pelo Facebook ou Google +

Este post foi publicado em por