Benefícios do óleo essencial de hortelã pimenta

Uma casa com paz e tranquilidade ->
Sinta esse Prazer

Agora é a vez de falar dos benefícios do óleo essencial de hortelã pimenta (Mentha pipperita), muito utilizado não só na aromaterapia e em massagens, mas também em produtos de higiene pessoal e alimentícios, graças ao seu sabor e odor refrescante e agradável.

Vamos aos seus benefícios!

Óleo essencial de hortelã pimenta – propriedades!

É um óleo com poder analgésico, antisséptico, anti-inflamatório, adstringente, antiespasmódico, expectorante, calmante, vasoconstritor, antiparasitário, antivirótico, antigases, colagogo (estimula a vesícula no metabolismo das gorduras), enemagogo (estimula o fluxo menstrual) e febrífugo.

É usado em compressas para aliviar inflamações, neuralgias e dores reumáticas, inalação em processos de gripes, resfriados e infecções das vias respiratórias, e bochechos em casos de inflamação de gengivas, aftas, mau hálito e úlceras bucais. Também usado para aumentar a concentração e ativar a memória.

Benefícios do óleo essencial de hortelã pimenta – como usar!

O óleo essencial pode ser usado de diferentes formas, em aromatização de ambiente, inalação, compressas, massagens, colar aromático, banhos e escalda-pés. Cada forma de utilização tem sua indicação e dosagem recomendada.

Inalação – Colocar de 3 a 5 gotas do óleo essencial em um recipiente com água quente, cobrir a cabeça com uma toalha e inalar o vapor por alguns minutos. Lembre-se de fechar os olhos!

Escalda pés – Diluir 6 gotas de óleo essencial em 1 colher de chá de álcool de cereais e acrescentar 4 litros de água quente ou temperatura ambiente.

Massagem – Dilua o óleo essencial em um óleo vegetal, como o de jojoba ou amêndoa, na proporção de 3 colheres de sopa do óleo vegetal para 15 gotas do essencial.

Contra indicação

Não é recomendado o uso do óleo essencial de hortelã pimenta durante a gravidez, lactação, por crianças e pessoas sensíveis ao mentol. O uso deve ser sempre diluído, nunca aplicado puro diretamente na pele. A inalação se for feita com muita frequência pode irritar a mucosa.

Clique aqui para assistir aos vídeos do Lar Natural no Youtube!

Compartilhe esta matéria pelo Facebook ou Google +

Este post foi publicado em por