3 alimentos que reduzem os sintomas da menopausa

Complementos que me dão Saúde ->
Eu preciso

Durante esse mês, comentamos sobre os benefícios da Aromaterapia para a menopausa. Hoje, falaremos de alguns alimentos que auxiliam na redução das principais queixas, dentre elas: “fogachos” (ondas de calor), insônia, depressão, osteopenia, irritabilidade e perda de libido.

3 alimentos que reduzem os sintomas da menopausa

A semente de Linhaça (Linum usitatissimum) é rica em ômega 3 e 6, possui ação desintoxicante e antioxidante, auxilia na redução do colesterol, triglicérides e glicemia, ajuda a regular o intestino e o sistema imune. Possui substâncias bioativas (ligninas vegetais) que previnem as ondas de calor e estimulam a regulação do estrogênio.  É considerada rejuvenescedora e novos estudos sugerem sua utilização no combate ao câncer. Pode ser inserida na alimentação, crua ou hidratada, associada a sucos, iogurtes ou saladas (duas colheres de sopa por dia), podendo ainda ser encontrada em cápsulas.  Embora, quando encapsulada, perca boa parte das ligninas vegetais, os ômegas 3 e 6 são preservados.  Evite consumi-la se fizer reposição hormonal ou utilizar anticoncepcionais.

Leia aqui uma receita com linhaça.

 

A Quinoa (Chenopodium quinoa) é uma excelente fonte de fitoestrógenos, que equilibram os níveis hormonais e aliviam os sintomas do climatério. Riquíssima em nutrientes (proteínas, vitaminas, minerais), composta por flavonoides (isoflavonas, lignanas, saponinas, cumestanos), vem sendo estudada na prevenção de enfermidades como hipercolesterolemia e osteoporose, muito frequentes na menopausa. Possui efeito antitumoral, especialmente sobre mama e útero, e seu consumo regular auxilia a cognição. Bastam duas colheres de sopa por dia, adicionada às saladas, sucos, iogurtes ou frutas de sua preferência.  Mas, atenção, por ser um alimento fibroso, exige que a ingestão de água seja adequada para não comprometer o trânsito intestinal.

Leia aqui uma receita com quinoa.

 

O Ginseng peruano ou Maca (Lepiidium meyenii) é obtido a partir de um tubérculo com odor adocicado e um sabor semelhante à noz. É uma boa alternativa de reposição hormonal, por promover sua regulação, sendo um adaptógeno seguro, com ação revitalizante.  Reduz a irritabilidade e previne a perda da libido. Pode ser consumido em forma de pó, adicionado diretamente em comidas e bebidas, ou em forma de cápsulas (duas por dia).

Leia aqui algumas dicas para usar esse alimento.

Gostou?  Não perca as próximas publicações!

Este texto foi elaborado pela equipe  do  Instituto de Naturologia Flor-Essência possui um olhar humanizado e considera o ser humano em todos os seus aspectos. Somos especializados em promoção de saúde, bem estar e qualidade de vida através de terapias naturais, integrativas e complementares reconhecidas cientificamente. Algumas de nossas especialidades: Acupuntura, Fitoterapia, Massoterapia, Aromaterapia, Moxabustão, Meditação, Auriculoterapia, Terapia Floral, Cromoterapia, Toques Sutis, Reflexologia Podal, entre outras.



www.naturologiafloressencia.com.br
Facebook
Instagram

Este post foi publicado em por