Betacaroteno: é preciso tomar suplementos?

Meus dias mais tranquilos e saudáveis->
Eu quero

Na onda de suplementar vitaminas, muita gente procura os complexos vitamínicos ou vitaminas específicas, como é o caso do betacaroteno. No Brasil, este tipo de consumo tem aumentado consideravelmente a cada ano.

Vamos ver quais são os benefícios do betacaroteno, quais são as fontes na alimentação, quando é preciso tomar suplementos e os riscos. Vem comigo!

Os benefícios do betacaroteno

O Betacaroteno é uma “provitamina” que, quando ingerida, se transforma em vitamina A no organismo. Acredita-se que a vitamina A estimule o sistema imunológico, tenha poder antioxidante, combatendo os radicais livres, que estão relacionados com várias doenças como câncer, doenças cardiovasculares e processos degenerativos como os de ossos e visão.

Seu consumo ainda promoveria a beleza da pele, aumentaria a defesa contra os raios do sol e favoreceria um lindo bronzeado.

A necessidade diária é de 3mg para homens e 2,4mg para as mulheres.

Onde encontrar o betacaroteno na alimentação

Alimentos de cor alaranjada como o damasco, abóbora, cenoura, mamão e manga, assim como a beterraba, batata doce, e nas folhas (em menor quantidade), como a couve, espinafre, brócolis, agrião e repolho.

Por que tomar suplementos de betacaroteno?

A suplementação de vitamina é indicada para suprir uma deficiência, seja por má alimentação, problemas de absorção de nutrientes ou doenças. Nestes casos, nas doses recomendadas e sob orientação médica, a suplementação pode ser um verdadeiro remédio.

Já o consumo sem comprovada necessidade, em doses altas, diferente do que muitos pensam (“se não fizer bem, mal não faz” ou “o excesso é simplesmente eliminado”), pode sim fazer mal e prejudicar nossa saúde.

Com o betacaroteno não é diferente. O excesso não vai deixa-la com uma pele mais linda e jovem, mas pode deixa-la alaranjada (carotenodermia) e mais propensa a doenças.

Riscos dos suplementos de betacaroteno

O excesso de vitamina A no organismo compromete os reflexos, tem relação com dormência nas extremidades e com defeitos congênitos (grávidas são desaconselhadas a tomarem altas doses).

Estudos relacionam a suplementação do betacaroteno com o aumento do risco de câncer do pulmão, principalmente nos fumantes. Já a ingestão através da alimentação não teria esse efeito.

Não é tão difícil extrapolar as necessidades diárias de vitaminas, já que o perfil de quem se preocupa com a saúde e tem dinheiro para investir em suplementos, normalmente inclui o acesso a uma alimentação mais rica e variada. Por isso, especialistas afirmam que a maneira mais segura de consumir vitaminas é através da alimentação ou com supervisão médica.

Você costuma tomar cápsulas de betacaroteno? Conte pra gente!

Compartilhe esta matéria pelo Facebook ou Google +

Este post foi publicado em por